> Alternativa de Confiança

Bem-vindo ao meu blogue na internet! Sou o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Valongo e neste espaço pretendo estabelecer um elo de comunicação com todos os munícipes do concelho. Os principais desenvolvimentos da candidatura serão aqui relatados. Conto, desde já, com o contributo de todos para a discussão das ideias e dos temas que fazem parte do quotidiano dos Valonguenses. Desejo, por isso, que este blogue seja um espaço de partilha das nossas preocupações, das nossas angústias e das nossas ambições quanto ao futuro do concelho de Valongo. Procuraremos, em conjunto, encontrar as soluções e o caminho a seguir, estabelecendo um diálogo permanente com todas e todos os que acreditam que é possível construir uma verdadeira alternativa – uma alternativa de confiança - para mudar o nosso concelho.

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Dia Europeu Sem Carros

 

22 de Setembro é Dia Europeu Sem Carros, mas a Câmara de Valongo não participa !

 

 

“Melhoremos o ambiente na cidade” é o lema da Semana Europeia da Mobilidade de 2009. Desta vez pretende-se incentivar os municípios a melhorarem a qualidade do ar, através da limitação das emissões dos poluentes gerados pelos transportes rodoviários. Em 2008 foram mais de duas mil cidades europeias a participar nas diversas iniciativas (que têm o apoio da Comissão Europeia) e que visam reduzir a utilização do transporte individual motorizado. Não se trata de interditar o automóvel, mas de diminuir a sua presença e reordenar o espaço urbano para haver uma utilização equilibrada dos diferentes modos de deslocação. Mais uma vez o Executivo de Fernando Melo põe-se de fora, não participa no Dia Europeu Sem Carros nem na Semana Europeia da Mobilidade. Esta actuação do pelouro da Mobilidade não surpreende, dado o desprezo do PSD pelas matérias do ambiente e da mobilidade sustentável. Mas esta insensibilidade ambiental da Câmara dirigida pelo PSD é especialmente grave num município, como o de Valongo, onde a má qualidade do ar e outros problemas ambientais são bem evidentes. Para além dos custos ambientais e de saúde pública, a utilização desmedida do automóvel como transporte individual tem também brutais custos sociais, como a sinistralidade rodoviária: em 2008 o município de Valongo continuou com números escandalosos: 276 acidentes com 9 mortos e 383 feridos– dados da ANSR. Mas estes números impressionantes não fazem o Executivo de Fernando Melo sair desta escandalosa passividade, do “deixa andar”. Nos dias de hoje, em que cresceu (e bem) a exigência cidadã para que os governos locais adoptem políticas amigas do ambiente, o desleixo e a passividade ambiental do Executivo de Fernando Melo são inaceitáveis. O declínio do concelho de Valongo, decorrente das políticas desastrosas do PSD, tem também uma expressão ambiental. É por isso que as próximas eleições autárquicas vão ser também um combate pela sustentabilidade ambiental, por um Município com melhor ambiente.

Valongo, 21 de Setembro de 2009 A candidatura do BE ao Município do Valongo 

publicado por eliseupintolopes às 17:10
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009

16 anos depois: "VALONGO GANHA"

Vale a pena ver em http://www.youtube.com/watch?v=z8bMpTC6g6U&feature=player_embedded

 

 

 

publicado por eliseupintolopes às 18:36
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Caminhada à Serra de Santa Justa

 O Grupo de Pedestrianismo de Ermesinde - Terra Verde promoveu no dia 9 de Maio, o 1.º  Encontro de Pedestrianismo da Serra de Santa Justa. Estive presente no evento como convidado e tive a oportunidade de constatar a magnífica beleza da paisagem local.

 

Durante parte do percurso tive também a oportunidade de ouvir as preocupações de algumas das cerca das 70 pessoas presentes. De facto, ao longo do percurso, são evidentes alguns pontos de degradação, sobretudo, devido à existência de lixo e de detritos nas bermas dos caminhos e nos leitos dos rios Simão e Ferreira. Na passagem pela aldeia de Couce constatei um cenário idêntico. Esta situação é de lamentar ainda para mais numa altura em que a Câmara Municipal promove caminhadas no corredor ecológico. Entendo, por isso, ser fundamental a permanente manutenção da limpeza deste local complementada com maior vigilância e sensibilização das pessoas para a importância da preservação  deste riquíssimo património paisagístico e ambiental. 

 

 Outro aspecto que me chamou atenção foi a existência de inúmeros telhados de zinco e doutros materiais nas casas da aldeia de Couce. Estes telhados descaracterizam os traços originais das habitações e deviam ser substituídos.

  

Outra questão igualmente importante prende-se com a pouca, e em alguns pontos, total ausência de sinaléctica durante o percurso. Nesta matéria seria importante a homologação do trajecto pela Federação Portuguesa de Montanhismo, o que implicaria a adopção da sinaléctica uniformemente utililizada em todos os percursos reconhecidos ao nível nacional.

 

Defendo, por isso, um maior empenhamento da Câmara Municipal de Valongo na salvaguarda desta zona, promovendo o seu potencial turístico mas sempre com um especial cuidado na preservação daquele que é considerado o maior pulmão verde  da área metropolitana do Porto. Álias, as serras de Santa Justa, Pias e Castiçal reúnem todas as condições para integrarem a Rede Nacional de Áreas Protegidas, sendo este um dos objectivos desta candidatura e pelo qual lutarei com determinação.    

 

publicado por eliseupintolopes às 11:48
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Apresentação pública da candidatura - Voz de Ermesinde

 

SECÇÃO: Destaque

Bloco de Esquerda anunciou Eliseu Pinto Lopes como o seu candidato à Câmara de Valongo

Aos 31 anos Eliseu Pinto Lopes terá porventura assumido publicamente, a 17 de Abril passado, um dos maiores desafios da sua vida, dia em que foi anunciado como o principal rosto do Bloco de Esquerda (BE) na corrida eleitoral à Câmara Municipal de Valongo (CMV).

Fotos MANUEL VALDREZ
Fotos MANUEL VALDREZ

A apresentação do jovem advogado valonguense decorreu na Vila Beatriz e contou com a presença de muitos simpatizantes, militantes e dirigentes bloquistas, nos quais se destaca entre estes últimos João Teixeira Lopes.
Actual presidente do Instituito de Apoio aos Jovens Advogados Eliseu Pinto Lopes começaria por explicar as razões da aceitação deste desafio, tendo dito então que as mesmas não se prendiam com a intenção de iniciar uma carreira política mas antes pelo facto de como cidadão deste concelho não poder estar calado perante a passividade – em diversos aspectos - instalada no mesmo.
Lembrando os números do flagelo chamado desemprego entre a população mais jovem do país, onde Valongo é um dos exemplos mais alarmantes dentro da Área Metropolitana do Porto (AMP) no que concerne a este tema, o advogado deixaria no ar algumas questões direccionadas à equipa que gere os destinos da CMV presentemente, as quais poderiam significar mais postos de trabalho à população – jovem e menos jovem – e proporcionariam simultaneamente maiores índices de qualidade de vida. «Onde está a Nova Valongo que Fernando Melo prometeu? A escola de turismo? A linha do metro? Onde estão estas e outras promessas do actual presidente da autarquia? O que vemos é um concelho estagnado e moribundo, consequência de 16 anos – de “gestão” PSD – de quezílias, de intrigas políticas a nível interno, de oportunismos. Já não mais é possível esconder o abismo existente entre a população e o poder político local. O BE tem combatido nestes últimos quatro anos a arrogância desta CMV para com os valonguenses, e somos hoje a alternativa de confiança que faz falta em Valongo, a força para devolver a Câmara à população», sublinhou.
Fundador e membro do grupo promotor do Movimento pelo Tribunal de Valongo (o qual tem por objectivo denunciar as deploráveis condições de funcionamento do actual tribunal valonguense e a mobilização dos cidadãos para a construção de um novo edifício condigno para a instalação daquele órgão) Eliseu Pinto Lopes avançou com quatro prioridades do BE para o concelho, as quais passam pelo combate à crise social, pela concretização de um amplo programa de políticas municipais de apoio aos jovens, pela aposta na qualidade de serviços públicos prestados no munícipio e, por fim, pelo reordenamento urbanístico e ambiental. No que concerne ao primeiro ponto o advogado propõe a diminuição da taxa de IMI para as famílias carenciadas, o congelamento do aumento das rendas sociais bem como a revisão imediata de todas as rendas sociais das habitações onde os agregados familiares estejam em situação de desemprego, pobreza ou exclusão social.
No plano de apoio à juventude adiantaria a intenção de criar uma bolsa de imóveis destinada ao arrendamento a jovens até aos 35 anos com custos controlados, a isenção de taxas municipais e comparticição no pagamento de facturas de água.

TEIXEIRA LOPES
VATICINA UM
“FINAL FELIZ” AO
CANDIDATO

foto

À intervenção de Eliseu Pinto Lopes seguiria-se a de João Teixeira Lopes que não esconderia o seu contentamento pelo facto de o Bloco de Esquerda estar a viver por estas alturas um momento muito especial na sequência de ter visto a Assembleia da República aprovar a sua proposta de levantamento do sigilio bancário. «É um dia muito importante para a democracia portuguesa, uma vitória de todos os portugueses».
Mas nem tudo foram motivos de satisfação no discurso do bloquista, o qual traçaria posteriormente um quadro negro daquilo o que é presentemente o Concelho de Valongo. «Valongo é hoje um dos territórios da AMP que mais desprezo tem tido da parte dos políticos. É um concelho de velhos políticos e de velhas políticas onde imperam os interesses de privados. A título de exemplo é dos concelhos com menor poder de compra per capita na AMP. Chegou a altura de mudar, de dar a Valongo um novo modelo de desenvolvimento, de inovação, mobilidade e inclusão social.
A candidatuta do Eliseu Pinto Lopes traz novos ventos, traz seriedade, competência e coragem, e estou certo que vai ser com estes argumentos que ele vair ser eleito vereador», rematou convictamente.
 

Por: Miguel Barros
 

in Voz de Ermesinde de 30/04/2009

 

publicado por eliseupintolopes às 17:53
link | comentar | favorito

> mais sobre mim

> posts recentes

> Dia Europeu Sem Carros

> 16 anos depois: "VALONGO ...

> Caminhada à Serra de Sant...

> Apresentação pública da c...

> tags

> advogado(3)

> alfena(2)

> alternativa(3)

> ambiente(4)

> apoio(1)

> apresentação(1)

> assembleia municipal(1)

> associações(5)

> associativismo(2)

> autárquicas(1)

> bloco(14)

> blog(1)

> câmara(8)

> caminhada(1)

> campanha(5)

> campo(3)

> candidato(9)

> candidatos(4)

> candidatura(6)

> carta(1)

> cidadãos(2)

> colectividades(3)

> comunicação(1)

> comunicado(1)

> concelho(6)

> confiança(1)

> crise(2)

> democracia(1)

> desemprego(3)

> discurso(1)

> ecologia(1)

> emprego(1)

> esquerda(1)

> executivo(1)

> expoval(1)

> feira(3)

> freguesia(2)

> hospital(1)

> imprensa(4)

> iniciativas(2)

> internet(1)

> jovens(5)

> junta(1)

> juventude(2)

> mensagem(2)

> mobilidade(1)

> opinião(1)

> participativa(1)

> presidente(2)

> prioridades(3)

> programa(4)

> santa justa(1)

> saúde(5)

> serviços públicos(8)

> tribunal(2)

> urbanismo(4)

> valongo(11)

> vídeo(1)

> voto(1)

> todas as tags

> últ. comentários

Tem razão Fátima Macedo, subscrevo na integra o se...
Uma cidade que tinha tudo para crescer em condiçõe...
Bom diaAntes de mais venho dar conhecimento que es...
Caro Eliseu LopesEste comentário não é mais nem me...
Promessas e vergonhaO primeiro-ministro, ou o secr...

> links

> Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


> arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> pesquisar neste blog

 

> Contactos

tel./fax: 224210445 eliseulopes@sapo.pt bevalongo@sapo.pt

> subscrever feeds