> Alternativa de Confiança

Bem-vindo ao meu blogue na internet! Sou o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Valongo e neste espaço pretendo estabelecer um elo de comunicação com todos os munícipes do concelho. Os principais desenvolvimentos da candidatura serão aqui relatados. Conto, desde já, com o contributo de todos para a discussão das ideias e dos temas que fazem parte do quotidiano dos Valonguenses. Desejo, por isso, que este blogue seja um espaço de partilha das nossas preocupações, das nossas angústias e das nossas ambições quanto ao futuro do concelho de Valongo. Procuraremos, em conjunto, encontrar as soluções e o caminho a seguir, estabelecendo um diálogo permanente com todas e todos os que acreditam que é possível construir uma verdadeira alternativa – uma alternativa de confiança - para mudar o nosso concelho.

Terça-feira, 8 de Setembro de 2009

Autárquicas 2009: Candidatura do Bloco no youtube

 

Candidaturas autárquicas do Bloco no youtubeO esquerda.net fez três perguntas às candidaturas autárquicas municipais do Bloco:

 

Quais os maiores problemas no seu concelho? Que propostas tem o Bloco para o concelho? Porquê votar no Bloco de Esquerda?

 

A entrevista com o candidato à Câmara Municipal de Valongo, Eliseu Pinto Lopes, já está disponível: http://www.youtube.com/watch?v=Fcs_T-4hvqc

 

publicado por eliseupintolopes às 17:58
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

Candidato do BE responde ao lançamento da primeira pedra do Campus da Justiça de Valongo

30-Jul-2009

eliseu pinto lopes, candidato do BE à CM ValongoEliseu Pinto Lopes, candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Valongo, diz que "o secretismo em torno deste projecto e da própria cerimónia de lançamento da primeira pedra do novo Campus da Justiça de Valongo reforça a ideia de que este acto constitui um mero anúncio de intenções". Em comunicado de imprensa, a candidatura do BE a Valongo adianta que "não faz sentido que os profissionais da justiça (advogados, juízes, magistrados, funcionários) e os próprios utentes sejam completamente afastados, mantidos na ignorância e à margem de todo o processo sem poderem conhecer ou serem ouvidos acerca das opções tomadas, muitas delas certamente bem criticáveis e que poderiam ser evitadas.

Apesar da necessidade premente das novas infra-estruturas, gostava de saber, por exemplo, o que pensam as pessoas acerca da opção de implantar as futuras instalações do tribunal no meio de cinco torres, de sete andares cada uma, destinadas a habitação e comércio, junto a uma linha de comboio e tudo em pleno centro da cidade de Valongo. Será uma muralha de prédios com um impacto visual brutal numa cidade com milhares de habitações devolutas, com dezenas de edifícios inacabados e castigada pelo caos urbanístico gerado nos últimos anos, onde os interesses dos lóbis imobiliários parecem continuar a falar mais alto.  Acresce que, este projecto resulta de mais uma das famosas parcerias público-privadas deste Governo em que invariavelmente o Estado fica com o encargo de pagar rendas mensais altíssimas durante décadas, onerando as gerações vindouras e agravando ainda mais o défice do país em termos futuros".

 

publicado por eliseupintolopes às 15:18
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Julho de 2009

Campus da Justiça de Valongo

Tribunais

BE diz que anúncio de Campus da Justiça é para dar protagonismo à campanha do PS

por Agência Lusa, Publicado em 29 de Julho de 2009

 

O candidato do BE à câmara de Valongo acusou hoje o Ministério da Justiça de “secretismo” quanto ao projecto do novo Campus da Justiça do concelho cuja cerimónia de lançamento da primeira pedra, hoje realizada, pretendeu “dar protagonismo à campanha do PS”.

Em comunicado, Eliseu Pinto Lopes salienta que a cerimónia que hoje decorreu em Valongo “é um mero anúncio de intenções sem qualquer consequência prática que não seja a de dar protagonismo à campanha do Partido Socialista e do seu candidato local à Câmara Municipal”.

O candidato bloquista critica as opções tomadas quanto ao desenho do edifício e ao local escolhido para a sua implantação, prevendo que o futuro campus “será uma muralha de prédios com um impacto visual brutal”.

Condena ainda o Governo por optar por uma parceria público-privada para aquela infraestrutura “em que o Estado fica com o encargo de pagar rendas mensais altíssimas durante décadas”.

Após 14 anos a funcionar em instalações provisórias, o tribunal de Valongo será estabelecido no novo Campus de Justiça cuja primeira pedra foi hoje lançada pelo secretário de Estado adjunto e da Justiça, José Conde Rodrigues.

O Campus de Justiça de Valongo, a ser concluído em 2011, irá nascer num terreno junto à Avenida Emídio Navarro, ocupando uma área total de 9 800 metros quadrados e representando um investimento que ascende aos 9,5 milhões de euros.

 

in www.ionline.pt

publicado por eliseupintolopes às 18:06
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Julho de 2009

Serviços públicos e desemprego na ordem do dia

 

A CAMPANHA ELEITORAL NO CONCELHO
Bloco de Esquerda: Eliseu Pinto Lopes no Centro de Emprego e Tribunal Judicial de Valongo

Foto BE/VALONGO
Foto BE/VALONGO

O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara Municipal de Valongo, Eliseu Pinto Lopes, visitou ontem o Centro de Emprego de Valongo e visita hoje o Tribunal Judicial da mesma cidade.
O candidato, aponta o BE, «esteve na fundação do Movimento pelo Tribunal de Valongo e tem sido uma das vozes activas na denúncia das más condições daquele tribunal e na construção de um edifício condigno. Embora só recentemente tenha sido divulgada a localização e o projecto do novo edifício do tribunal, o candidato considera um absurdo a opção de implantar o referido edifício no meio de quatro torres, de sete andares cada uma, destinadas a habitação e comércio, tudo em pleno centro da cidade de Valongo. Será uma muralha de prédios com um impacto visual brutal numa cidade com milhares de habitações devolutas e castigada pelo caos urbanístico gerado nos últimos anos, onde os interesses dos lóbis imobiliários continuam a falar mais alto».
Segundo Eliseu Pinto Lopes, estas visitas afirmam uma das prioridades da candidatura, «a aposta na qualidade dos serviços públicos prestados no concelho e que não se resolvem apenas com a instalação de uma “mini” ou “hiper” Loja do Cidadão, em Ermesinde, como tem sido defendido por outros candidatos».
O cabeça-de-lista do BE à Câmara entende que o município de Valongo «revela graves carências em muitos dos serviços públicos que servem a população em áreas essenciais como a saúde, a justiça, a educação, a segurança, entre outras. Estas carências prendem-se com diversas razões, sendo uma delas, a falta de empenho do executivo camarário nesta matéria». Não hesita, por isso, em acusar o executivo do PSD, liderado por Fernando Melo, «de apenas se preocupar com os interesses do sector privado que dão lucro a alguns e de desprezar o serviço público que deve ser de todos e para todos». E dá como exemplo a reclamação, há décadas, da «melhoria das condições de funcionamento dos centros de saúde de Campo e de Alfena, com o Executivo «a desdobrar-se em desculpas por nada ter feito, quando nas mesmas freguesias apadrinha o aparecimento dos Hospitais Privados de S. Martinho e de Alfena, tendo anunciado, recentemente, a instalação de mais um hospital privado e um hotel na urbanização Fonte da Senhora. Estes negócios apenas servem os interesses de alguns e destinam-se a uma minoria de pessoas com capacidade financeira, mas a maioria da população não tem acesso a estes serviços».
«A “febre da privatização”...», diz ainda o candidato bloquista, «...tem levado o Executivo a fazer negócio com tudo aquilo que deveria ser público com o prejuízo dos valonguenses que, todos os meses, pagam caro por esses serviços, como acontece com as águas, o saneamento e os resíduos sólidos».
Na visita ao Centro de Emprego de Valongo, Eliseu Pinto Lopes procurou aferir o diagnóstico do desemprego no concelho tendo em conta os dados mais recentes. O candidato refere que «o desemprego é uma situação preocupante resultado do sucessivo encerramento de várias empresas no concelho como aconteceu com a Lear». Eliseu Pinto Lopes espera ver infelizmente confirmados os dados do Bloco de Esquerda que apontam para um acréscimo de 25% do número de desempregados no concelho, entre Abril de 2008 e Abril de 2009. Refere ainda que o Bloco «tem reclamado atenção dos responsáveis políticos nacionais e locais para esta difícil realidade, como aconteceu, por exemplo, na marcha contra o desemprego e com a actual campanha contra o desemprego no distrito do Porto».


in "A Voz de Ermesinde" de 10/07/2009

 

publicado por eliseupintolopes às 15:31
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Mensagem de apresentação aos Cidadãos

 

 
 Caro (a) Cidadão (ã),
 
Sou o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Valongo.
Aceitei este novo desafio enquanto cidadão, pois não me considero um político. De facto, e ao contrário do que é habitual nestas circunstâncias, não lhe posso apresentar um currículo apetrechado de menções a cargos públicos de confiança político-partidária. Penso, porém, que é tempo de apostar em gente nova e de espírito aberto a outras ideias capazes de inverter a difícil realidade do nosso concelho.
Quero, por isso, cortar com o passado e com o rotativismo no poder sem alternativa. Assegurar que é possível fazer diferente a todos aqueles que vivem resignados e prontos a desistir perante a conclusão de que “os políticos são todos iguais e não valem a pena”.
Na verdade, a minha candidatura nada tem a ver com ambições políticas ou de poder, mas tão-somente com a oportunidade de mostrar que é possível um outro concelho. Um concelho com mais justiça social, com mais igualdade de oportunidades, com mais solidariedade e com mais democracia.
Entendo que a Câmara deve ser feita pelas pessoas e para as pessoas, devendo a sua gestão partir dos eleitores para os eleitos e não o contrário. É esta a verdadeira essência e a matriz programática desta candidatura: devolver a câmara aos Valonguenses.
No Bloco temos feito esse trabalho. Colocamos as pessoas em primeiro lugar e, ao lado delas, lutamos pelas suas aspirações. Crescemos e estamos mais fortes, mais preparados e mais interventivos. Somos, hoje, a Alternativa de Confiança que faz falta na Câmara. 
Por isso, faço-vos um apelo para que não baixem os braços e me venham ajudar a mostrar que é possível fazer mais e melhor.
 
Os meus cumprimentos.
 
Eliseu Pinto Lopes (Advogado)
Candidato à Presidência da Câmara Municipal de Valongo 
publicado por eliseupintolopes às 10:36
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 25 de Maio de 2009

Visita às Associações e Colectividades locais

Na semana passada, iniciei visitas às várias associações e colectividades do concelho.

Afirmo como prioridade da minha candidatura o desenvolvimento de um Programa Municipal de Apoio às Associações e Colectividades locais como resposta à falta de diálogo e de colaboração entre o actual executivo camarário e a grande parte daquelas entidades.
Até à presente data, o actual executivo liderado por Fernando Melo insiste em fazer eleitoralismo com o associativismo no concelho, como acontece, por exemplo, com o recém-criado Gabinete das Colectividades que aparece, precisamente, a seis meses das eleições. A câmara nunca teve um programa desenvolvido em permanência para as associações e, por isso, adopta estas medidas isoladas e de fachada. Tem demonstrado uma atitude de desprezo face às actividades desenvolvidas e que se revela, desde logo, na fraca presença das colectividades na organização dos eventos promovidos na agenda cultural de Valongo. Ainda há um ano atrás, em entrevista a um jornal local, Fernando Melo afirmava que “para elas (associações), muitas vezes o que importa passa por ranchinhos ou coisinhas desse tipo, que têm a sua razão de ser, mas que não têm nada a ver com a nossa identificação” (in Voz de Ermesinde de 15/04/2008)
 
Entendo, por isso, ser tempo de repensar o papel das colectividades no concelho, pois são fundamentais na promoção da democracia participativa e no envolvimento dos cidadãos na vida cívica. Pelo que muitas das propostas a ter em conta no referido programa podem surgir no decorrer das visitas e reuniões realizadas.
 
publicado por eliseupintolopes às 11:38
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Caminhada à Serra de Santa Justa

 O Grupo de Pedestrianismo de Ermesinde - Terra Verde promoveu no dia 9 de Maio, o 1.º  Encontro de Pedestrianismo da Serra de Santa Justa. Estive presente no evento como convidado e tive a oportunidade de constatar a magnífica beleza da paisagem local.

 

Durante parte do percurso tive também a oportunidade de ouvir as preocupações de algumas das cerca das 70 pessoas presentes. De facto, ao longo do percurso, são evidentes alguns pontos de degradação, sobretudo, devido à existência de lixo e de detritos nas bermas dos caminhos e nos leitos dos rios Simão e Ferreira. Na passagem pela aldeia de Couce constatei um cenário idêntico. Esta situação é de lamentar ainda para mais numa altura em que a Câmara Municipal promove caminhadas no corredor ecológico. Entendo, por isso, ser fundamental a permanente manutenção da limpeza deste local complementada com maior vigilância e sensibilização das pessoas para a importância da preservação  deste riquíssimo património paisagístico e ambiental. 

 

 Outro aspecto que me chamou atenção foi a existência de inúmeros telhados de zinco e doutros materiais nas casas da aldeia de Couce. Estes telhados descaracterizam os traços originais das habitações e deviam ser substituídos.

  

Outra questão igualmente importante prende-se com a pouca, e em alguns pontos, total ausência de sinaléctica durante o percurso. Nesta matéria seria importante a homologação do trajecto pela Federação Portuguesa de Montanhismo, o que implicaria a adopção da sinaléctica uniformemente utililizada em todos os percursos reconhecidos ao nível nacional.

 

Defendo, por isso, um maior empenhamento da Câmara Municipal de Valongo na salvaguarda desta zona, promovendo o seu potencial turístico mas sempre com um especial cuidado na preservação daquele que é considerado o maior pulmão verde  da área metropolitana do Porto. Álias, as serras de Santa Justa, Pias e Castiçal reúnem todas as condições para integrarem a Rede Nacional de Áreas Protegidas, sendo este um dos objectivos desta candidatura e pelo qual lutarei com determinação.    

 

publicado por eliseupintolopes às 11:48
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

A apresentação da candidatura na internet

 

Eliseu Lopes é o candidato do BE à Câmara Municipal

 

 

 

O Bloco de Esquerda já anunciou o seu candidato à Câmara Municipal de Valongo: Eliseu Lopes, advogado no concelho e fundador do Movimento pelo Tribunal de Valongo. Na apresentação da candidatura que contou com a presença de João Teixeira Lopes, o candidato à Câmara Municipal do Porto, Eliseu Lopes enumerou as prioridades do seu partido, considerando que em Outubro será possível ao BE eleger vereadores para o executivo.

  

Segundo adiantou Eliseu Lopes, as quatro prioridades do Bloco de Esquerda, em Valongo, passam pelo combate à crise social, pela concretização de um amplo programa de políticas municipais de apoio aos jovens, pela aposta na qualidade dos serviços públicos prestados no município e, finalmente, pelo reordenamento urbanístico e ambiente. No que à crise social diz respeito, Eliseu Lopes preconiza, por exemplo, a criação imediata de um Gabinete de Combate à Crise, a diminuição da taxa de IMI para famílias carenciadas, o congelamento do aumento das rendas sociais e a revisão imediata de todas as rendas sociais das habitações com agregados familiares em situação de desemprego, pobreza ou exclusão social.

Bolsa de arrendamento para jovens
Para que os jovens deixem de sentir Valongo apenas como um dormitório, o Bloco de Esquerda defende a criação de uma bolsa de imóveis destinados ao arrendamento a jovens até aos 35 anos com custos controlados, a isenção de taxas municipais e comparticipação no pagamento das facturas de água, bem como a construção e beneficiação de equipamentos para a prática desportiva, e a criação de espaços físicos de encontro e convívio de jovens junto das associações locais, dotando esses espaços de computadores, internet, entre outros.  Eliseu Pinto Lopes preconiza também o "empenhamento activo" da autarquia na melhoria dos serviços públicos, nomeadamente na sensibilização de todas as entidades públicas que tutelam os serviços públicos e criar condições para a sua melhoria ao nível das infra-estruturas, e defende ainda políticas de despoluição de cursos de água e de salvaguarda de serras de Santa Justa, Castiçal e Pias.

 

 in portalvalongo.net em 21/04/2009

publicado por eliseupintolopes às 19:24
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 1 de Maio de 2009

Candidatura na imprensa - JN

VALONGO

 

Eliseu Lopes é candidato do BE à Câmara

 

O advogado Eliseu Lopes, de 31 anos, apresenta hoje a sua candidatura à Câmara Municipal de Valongo pelo Bloco de Esquerda, numa conferência de imprensa que contará com a presença do dirigente João Teixeira Lopes.

 

Mais logo, às 18 horas, Eliseu Lopes falará, na Vila Beatriz, em Ermesinde, das suas ideias para o concelho, algumas já reveladas ao longo da sua intervenção política: presidente do Instituto de Apoio aos Jovens Advogados, trabalha em Valongo há dez anos, e tem sido uma das vozes activas na denúncia das más condições do Tribunal e na construção de um edifício condigno.

 

Até ao momento, são quatro os candidatos conhecidos à liderança da Câmara de Valongo: Afonso Lobão, pelo PS; Maria José Azevedo, como candidata independente; Vitorino Silva (mais conhecido como Tino de Rans, também como independente); e, a partir de hoje, Eliseu Lopes pelo BE. D.M

 

in JN de 17/04/2009

 

  

publicado por eliseupintolopes às 09:54
link | comentar | favorito

> mais sobre mim

> posts recentes

> Autárquicas 2009: Candida...

> Candidato do BE responde ...

> Campus da Justiça de Valo...

> Serviços públicos e desem...

> Mensagem de apresentação ...

> Visita às Associações e C...

> Caminhada à Serra de Sant...

> A apresentação da candida...

> Candidatura na imprensa -...

> tags

> advogado(3)

> alfena(2)

> alternativa(3)

> ambiente(4)

> apoio(1)

> apresentação(1)

> assembleia municipal(1)

> associações(5)

> associativismo(2)

> autárquicas(1)

> bloco(14)

> blog(1)

> câmara(8)

> caminhada(1)

> campanha(5)

> campo(3)

> candidato(9)

> candidatos(4)

> candidatura(6)

> carta(1)

> cidadãos(2)

> colectividades(3)

> comunicação(1)

> comunicado(1)

> concelho(6)

> confiança(1)

> crise(2)

> democracia(1)

> desemprego(3)

> discurso(1)

> ecologia(1)

> emprego(1)

> esquerda(1)

> executivo(1)

> expoval(1)

> feira(3)

> freguesia(2)

> hospital(1)

> imprensa(4)

> iniciativas(2)

> internet(1)

> jovens(5)

> junta(1)

> juventude(2)

> mensagem(2)

> mobilidade(1)

> opinião(1)

> participativa(1)

> presidente(2)

> prioridades(3)

> programa(4)

> santa justa(1)

> saúde(5)

> serviços públicos(8)

> tribunal(2)

> urbanismo(4)

> valongo(11)

> vídeo(1)

> voto(1)

> todas as tags

> últ. comentários

Tem razão Fátima Macedo, subscrevo na integra o se...
Uma cidade que tinha tudo para crescer em condiçõe...
Bom diaAntes de mais venho dar conhecimento que es...
Caro Eliseu LopesEste comentário não é mais nem me...
Promessas e vergonhaO primeiro-ministro, ou o secr...

> links

> Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


> arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> pesquisar neste blog

 

> Contactos

tel./fax: 224210445 eliseulopes@sapo.pt bevalongo@sapo.pt

> subscrever feeds