> Alternativa de Confiança

Bem-vindo ao meu blogue na internet! Sou o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Valongo e neste espaço pretendo estabelecer um elo de comunicação com todos os munícipes do concelho. Os principais desenvolvimentos da candidatura serão aqui relatados. Conto, desde já, com o contributo de todos para a discussão das ideias e dos temas que fazem parte do quotidiano dos Valonguenses. Desejo, por isso, que este blogue seja um espaço de partilha das nossas preocupações, das nossas angústias e das nossas ambições quanto ao futuro do concelho de Valongo. Procuraremos, em conjunto, encontrar as soluções e o caminho a seguir, estabelecendo um diálogo permanente com todas e todos os que acreditam que é possível construir uma verdadeira alternativa – uma alternativa de confiança - para mudar o nosso concelho.

Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

Impasse entre Câmara e Ministério da Saúde prejudica Alfena

 

estetoscopio.jpg Ministério da Saúde e Câmara de Valongo andam no «jogo do empurra» quanto à responsabilidade  da obtenção de terreno para a construção de nova Unidade de Saúde Familiar de Alfena, segundo a candidatura local de Valongo. O Bloco denunciou em comunicado de imprensa a maneira como a população está a ser prejudicada por este impasse.

 

publicado por eliseupintolopes às 13:29
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Agosto de 2009

Hospital de Valongo - Reordenamento Hospitalar da Área Metropolitana do Porto

O candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Valongo, Eliseu Pinto Lopes, lamenta as declarações prestadas pelo vice-presidente da Administração Regional do Norte (ARSN), Fernando Araújo, a propósito do 4º e último estudo englobado no projecto de ‘Reordenamento Hospitalar da Área Metropolitana do Porto’, no âmbito dos ‘Desajustamentos entre as Necessidades e a Oferta’.

No referido estudo, atendendo aos mais variados critérios, foram apresentados dois cenários de reordenamento para o Hospital de Valongo: a substituição deste hospital por uma unidade hospitalar com maior capacidade assistencial, quer ao nível da carteira de serviços quer ao nível de capacidade física, ou então, a reconversão do Hospital de Valongo, deixando de dar resposta a Utentes agudos, que passam a ser directamente servidos por outro hospital mais diferenciado (nomeadamente o Hospital de São João e/ou o Centro Hospitalar do Porto.

No que respeita ao primeiro daqueles cenários, o estudo não faz qualquer referência à possível localização da nova unidade hospitalar caso viesse a ser esta a solução adoptada, pelo que o candidato do Bloco de Esquerda não compreende a afirmação do vice-presidente da ARSN no JN do passado dia 25/07/2009 quando refere ser “necessário perceber se, a médio e longo prazo, valerá a pena fazer um grande investimento em Gondomar com a construção de um hospital médio”.

Para Eliseu Pinto Lopes esta declaração é precipitada e pode querer significar que o estudo apresenta cenários, mas que na realidade já existem decisões tomadas. Situação agravada pelo facto de tal afirmação surgir numa altura em que o referido estudo acaba de ser colocado em discussão pública até ao próximo dia 15 de Setembro. O Bloco de Esquerda recusa o encerramento ou desqualificação do hospital de Valongo e defende a construção de um novo hospital que sirva os concelhos de Valongo, Gondomar e Maia nos quais não há qualquer hospital público.          

Valongo, 31/07/2009

Eliseu Pinto Lopes

Candidato do BE à Presidência da Câmara Municipal de Valongo

publicado por eliseupintolopes às 16:05
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

Candidato do BE responde ao lançamento da primeira pedra do Campus da Justiça de Valongo

30-Jul-2009

eliseu pinto lopes, candidato do BE à CM ValongoEliseu Pinto Lopes, candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Valongo, diz que "o secretismo em torno deste projecto e da própria cerimónia de lançamento da primeira pedra do novo Campus da Justiça de Valongo reforça a ideia de que este acto constitui um mero anúncio de intenções". Em comunicado de imprensa, a candidatura do BE a Valongo adianta que "não faz sentido que os profissionais da justiça (advogados, juízes, magistrados, funcionários) e os próprios utentes sejam completamente afastados, mantidos na ignorância e à margem de todo o processo sem poderem conhecer ou serem ouvidos acerca das opções tomadas, muitas delas certamente bem criticáveis e que poderiam ser evitadas.

Apesar da necessidade premente das novas infra-estruturas, gostava de saber, por exemplo, o que pensam as pessoas acerca da opção de implantar as futuras instalações do tribunal no meio de cinco torres, de sete andares cada uma, destinadas a habitação e comércio, junto a uma linha de comboio e tudo em pleno centro da cidade de Valongo. Será uma muralha de prédios com um impacto visual brutal numa cidade com milhares de habitações devolutas, com dezenas de edifícios inacabados e castigada pelo caos urbanístico gerado nos últimos anos, onde os interesses dos lóbis imobiliários parecem continuar a falar mais alto.  Acresce que, este projecto resulta de mais uma das famosas parcerias público-privadas deste Governo em que invariavelmente o Estado fica com o encargo de pagar rendas mensais altíssimas durante décadas, onerando as gerações vindouras e agravando ainda mais o défice do país em termos futuros".

 

publicado por eliseupintolopes às 15:18
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Julho de 2009

Campus da Justiça de Valongo

Tribunais

BE diz que anúncio de Campus da Justiça é para dar protagonismo à campanha do PS

por Agência Lusa, Publicado em 29 de Julho de 2009

 

O candidato do BE à câmara de Valongo acusou hoje o Ministério da Justiça de “secretismo” quanto ao projecto do novo Campus da Justiça do concelho cuja cerimónia de lançamento da primeira pedra, hoje realizada, pretendeu “dar protagonismo à campanha do PS”.

Em comunicado, Eliseu Pinto Lopes salienta que a cerimónia que hoje decorreu em Valongo “é um mero anúncio de intenções sem qualquer consequência prática que não seja a de dar protagonismo à campanha do Partido Socialista e do seu candidato local à Câmara Municipal”.

O candidato bloquista critica as opções tomadas quanto ao desenho do edifício e ao local escolhido para a sua implantação, prevendo que o futuro campus “será uma muralha de prédios com um impacto visual brutal”.

Condena ainda o Governo por optar por uma parceria público-privada para aquela infraestrutura “em que o Estado fica com o encargo de pagar rendas mensais altíssimas durante décadas”.

Após 14 anos a funcionar em instalações provisórias, o tribunal de Valongo será estabelecido no novo Campus de Justiça cuja primeira pedra foi hoje lançada pelo secretário de Estado adjunto e da Justiça, José Conde Rodrigues.

O Campus de Justiça de Valongo, a ser concluído em 2011, irá nascer num terreno junto à Avenida Emídio Navarro, ocupando uma área total de 9 800 metros quadrados e representando um investimento que ascende aos 9,5 milhões de euros.

 

in www.ionline.pt

publicado por eliseupintolopes às 18:06
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Julho de 2009

Serviços públicos e desemprego na ordem do dia

 

A CAMPANHA ELEITORAL NO CONCELHO
Bloco de Esquerda: Eliseu Pinto Lopes no Centro de Emprego e Tribunal Judicial de Valongo

Foto BE/VALONGO
Foto BE/VALONGO

O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara Municipal de Valongo, Eliseu Pinto Lopes, visitou ontem o Centro de Emprego de Valongo e visita hoje o Tribunal Judicial da mesma cidade.
O candidato, aponta o BE, «esteve na fundação do Movimento pelo Tribunal de Valongo e tem sido uma das vozes activas na denúncia das más condições daquele tribunal e na construção de um edifício condigno. Embora só recentemente tenha sido divulgada a localização e o projecto do novo edifício do tribunal, o candidato considera um absurdo a opção de implantar o referido edifício no meio de quatro torres, de sete andares cada uma, destinadas a habitação e comércio, tudo em pleno centro da cidade de Valongo. Será uma muralha de prédios com um impacto visual brutal numa cidade com milhares de habitações devolutas e castigada pelo caos urbanístico gerado nos últimos anos, onde os interesses dos lóbis imobiliários continuam a falar mais alto».
Segundo Eliseu Pinto Lopes, estas visitas afirmam uma das prioridades da candidatura, «a aposta na qualidade dos serviços públicos prestados no concelho e que não se resolvem apenas com a instalação de uma “mini” ou “hiper” Loja do Cidadão, em Ermesinde, como tem sido defendido por outros candidatos».
O cabeça-de-lista do BE à Câmara entende que o município de Valongo «revela graves carências em muitos dos serviços públicos que servem a população em áreas essenciais como a saúde, a justiça, a educação, a segurança, entre outras. Estas carências prendem-se com diversas razões, sendo uma delas, a falta de empenho do executivo camarário nesta matéria». Não hesita, por isso, em acusar o executivo do PSD, liderado por Fernando Melo, «de apenas se preocupar com os interesses do sector privado que dão lucro a alguns e de desprezar o serviço público que deve ser de todos e para todos». E dá como exemplo a reclamação, há décadas, da «melhoria das condições de funcionamento dos centros de saúde de Campo e de Alfena, com o Executivo «a desdobrar-se em desculpas por nada ter feito, quando nas mesmas freguesias apadrinha o aparecimento dos Hospitais Privados de S. Martinho e de Alfena, tendo anunciado, recentemente, a instalação de mais um hospital privado e um hotel na urbanização Fonte da Senhora. Estes negócios apenas servem os interesses de alguns e destinam-se a uma minoria de pessoas com capacidade financeira, mas a maioria da população não tem acesso a estes serviços».
«A “febre da privatização”...», diz ainda o candidato bloquista, «...tem levado o Executivo a fazer negócio com tudo aquilo que deveria ser público com o prejuízo dos valonguenses que, todos os meses, pagam caro por esses serviços, como acontece com as águas, o saneamento e os resíduos sólidos».
Na visita ao Centro de Emprego de Valongo, Eliseu Pinto Lopes procurou aferir o diagnóstico do desemprego no concelho tendo em conta os dados mais recentes. O candidato refere que «o desemprego é uma situação preocupante resultado do sucessivo encerramento de várias empresas no concelho como aconteceu com a Lear». Eliseu Pinto Lopes espera ver infelizmente confirmados os dados do Bloco de Esquerda que apontam para um acréscimo de 25% do número de desempregados no concelho, entre Abril de 2008 e Abril de 2009. Refere ainda que o Bloco «tem reclamado atenção dos responsáveis políticos nacionais e locais para esta difícil realidade, como aconteceu, por exemplo, na marcha contra o desemprego e com a actual campanha contra o desemprego no distrito do Porto».


in "A Voz de Ermesinde" de 10/07/2009

 

publicado por eliseupintolopes às 15:31
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 1 de Julho de 2009

Dez Prioridades do Bloco de Esquerda no Concelho

    

1ª Combate à crise social através da acção da Câmara;

 
2ª Concretização de um Programa de Políticas Municipais de Apoio aos Jovens e aos Idosos;
 
3ª Aposta na qualidade dos serviços públicos prestados no município;
 
4ª Captação de investimento para o concelho e criação de emprego;
  
Incentivo e valorização do associativismo e das colectividades locais;
 
6ª Ordenamento do território e orçamento participativo;
 
7ª Recuperação e conservação do Património Histórico e Natural como promotores do Desenvolvimento Local;
 
8ª Dinamização do Comércio Tradicional e do Turismo;
 
9ª Políticas activas de promoção cultural e qualidade de vida;
 
10ª Municipalização dos serviços públicos essenciais.

 

publicado por eliseupintolopes às 18:18
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Apresentação pública da candidatura - Voz de Ermesinde

 

SECÇÃO: Destaque

Bloco de Esquerda anunciou Eliseu Pinto Lopes como o seu candidato à Câmara de Valongo

Aos 31 anos Eliseu Pinto Lopes terá porventura assumido publicamente, a 17 de Abril passado, um dos maiores desafios da sua vida, dia em que foi anunciado como o principal rosto do Bloco de Esquerda (BE) na corrida eleitoral à Câmara Municipal de Valongo (CMV).

Fotos MANUEL VALDREZ
Fotos MANUEL VALDREZ

A apresentação do jovem advogado valonguense decorreu na Vila Beatriz e contou com a presença de muitos simpatizantes, militantes e dirigentes bloquistas, nos quais se destaca entre estes últimos João Teixeira Lopes.
Actual presidente do Instituito de Apoio aos Jovens Advogados Eliseu Pinto Lopes começaria por explicar as razões da aceitação deste desafio, tendo dito então que as mesmas não se prendiam com a intenção de iniciar uma carreira política mas antes pelo facto de como cidadão deste concelho não poder estar calado perante a passividade – em diversos aspectos - instalada no mesmo.
Lembrando os números do flagelo chamado desemprego entre a população mais jovem do país, onde Valongo é um dos exemplos mais alarmantes dentro da Área Metropolitana do Porto (AMP) no que concerne a este tema, o advogado deixaria no ar algumas questões direccionadas à equipa que gere os destinos da CMV presentemente, as quais poderiam significar mais postos de trabalho à população – jovem e menos jovem – e proporcionariam simultaneamente maiores índices de qualidade de vida. «Onde está a Nova Valongo que Fernando Melo prometeu? A escola de turismo? A linha do metro? Onde estão estas e outras promessas do actual presidente da autarquia? O que vemos é um concelho estagnado e moribundo, consequência de 16 anos – de “gestão” PSD – de quezílias, de intrigas políticas a nível interno, de oportunismos. Já não mais é possível esconder o abismo existente entre a população e o poder político local. O BE tem combatido nestes últimos quatro anos a arrogância desta CMV para com os valonguenses, e somos hoje a alternativa de confiança que faz falta em Valongo, a força para devolver a Câmara à população», sublinhou.
Fundador e membro do grupo promotor do Movimento pelo Tribunal de Valongo (o qual tem por objectivo denunciar as deploráveis condições de funcionamento do actual tribunal valonguense e a mobilização dos cidadãos para a construção de um novo edifício condigno para a instalação daquele órgão) Eliseu Pinto Lopes avançou com quatro prioridades do BE para o concelho, as quais passam pelo combate à crise social, pela concretização de um amplo programa de políticas municipais de apoio aos jovens, pela aposta na qualidade de serviços públicos prestados no munícipio e, por fim, pelo reordenamento urbanístico e ambiental. No que concerne ao primeiro ponto o advogado propõe a diminuição da taxa de IMI para as famílias carenciadas, o congelamento do aumento das rendas sociais bem como a revisão imediata de todas as rendas sociais das habitações onde os agregados familiares estejam em situação de desemprego, pobreza ou exclusão social.
No plano de apoio à juventude adiantaria a intenção de criar uma bolsa de imóveis destinada ao arrendamento a jovens até aos 35 anos com custos controlados, a isenção de taxas municipais e comparticição no pagamento de facturas de água.

TEIXEIRA LOPES
VATICINA UM
“FINAL FELIZ” AO
CANDIDATO

foto

À intervenção de Eliseu Pinto Lopes seguiria-se a de João Teixeira Lopes que não esconderia o seu contentamento pelo facto de o Bloco de Esquerda estar a viver por estas alturas um momento muito especial na sequência de ter visto a Assembleia da República aprovar a sua proposta de levantamento do sigilio bancário. «É um dia muito importante para a democracia portuguesa, uma vitória de todos os portugueses».
Mas nem tudo foram motivos de satisfação no discurso do bloquista, o qual traçaria posteriormente um quadro negro daquilo o que é presentemente o Concelho de Valongo. «Valongo é hoje um dos territórios da AMP que mais desprezo tem tido da parte dos políticos. É um concelho de velhos políticos e de velhas políticas onde imperam os interesses de privados. A título de exemplo é dos concelhos com menor poder de compra per capita na AMP. Chegou a altura de mudar, de dar a Valongo um novo modelo de desenvolvimento, de inovação, mobilidade e inclusão social.
A candidatuta do Eliseu Pinto Lopes traz novos ventos, traz seriedade, competência e coragem, e estou certo que vai ser com estes argumentos que ele vair ser eleito vereador», rematou convictamente.
 

Por: Miguel Barros
 

in Voz de Ermesinde de 30/04/2009

 

publicado por eliseupintolopes às 17:53
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

A apresentação da candidatura na internet

 

Eliseu Lopes é o candidato do BE à Câmara Municipal

 

 

 

O Bloco de Esquerda já anunciou o seu candidato à Câmara Municipal de Valongo: Eliseu Lopes, advogado no concelho e fundador do Movimento pelo Tribunal de Valongo. Na apresentação da candidatura que contou com a presença de João Teixeira Lopes, o candidato à Câmara Municipal do Porto, Eliseu Lopes enumerou as prioridades do seu partido, considerando que em Outubro será possível ao BE eleger vereadores para o executivo.

  

Segundo adiantou Eliseu Lopes, as quatro prioridades do Bloco de Esquerda, em Valongo, passam pelo combate à crise social, pela concretização de um amplo programa de políticas municipais de apoio aos jovens, pela aposta na qualidade dos serviços públicos prestados no município e, finalmente, pelo reordenamento urbanístico e ambiente. No que à crise social diz respeito, Eliseu Lopes preconiza, por exemplo, a criação imediata de um Gabinete de Combate à Crise, a diminuição da taxa de IMI para famílias carenciadas, o congelamento do aumento das rendas sociais e a revisão imediata de todas as rendas sociais das habitações com agregados familiares em situação de desemprego, pobreza ou exclusão social.

Bolsa de arrendamento para jovens
Para que os jovens deixem de sentir Valongo apenas como um dormitório, o Bloco de Esquerda defende a criação de uma bolsa de imóveis destinados ao arrendamento a jovens até aos 35 anos com custos controlados, a isenção de taxas municipais e comparticipação no pagamento das facturas de água, bem como a construção e beneficiação de equipamentos para a prática desportiva, e a criação de espaços físicos de encontro e convívio de jovens junto das associações locais, dotando esses espaços de computadores, internet, entre outros.  Eliseu Pinto Lopes preconiza também o "empenhamento activo" da autarquia na melhoria dos serviços públicos, nomeadamente na sensibilização de todas as entidades públicas que tutelam os serviços públicos e criar condições para a sua melhoria ao nível das infra-estruturas, e defende ainda políticas de despoluição de cursos de água e de salvaguarda de serras de Santa Justa, Castiçal e Pias.

 

 in portalvalongo.net em 21/04/2009

publicado por eliseupintolopes às 19:24
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

> mais sobre mim

> posts recentes

> Impasse entre Câmara e Mi...

> Hospital de Valongo - Reo...

> Candidato do BE responde ...

> Campus da Justiça de Valo...

> Serviços públicos e desem...

> Dez Prioridades do Bloco ...

> Apresentação pública da c...

> A apresentação da candida...

> tags

> advogado(3)

> alfena(2)

> alternativa(3)

> ambiente(4)

> apoio(1)

> apresentação(1)

> assembleia municipal(1)

> associações(5)

> associativismo(2)

> autárquicas(1)

> bloco(14)

> blog(1)

> câmara(8)

> caminhada(1)

> campanha(5)

> campo(3)

> candidato(9)

> candidatos(4)

> candidatura(6)

> carta(1)

> cidadãos(2)

> colectividades(3)

> comunicação(1)

> comunicado(1)

> concelho(6)

> confiança(1)

> crise(2)

> democracia(1)

> desemprego(3)

> discurso(1)

> ecologia(1)

> emprego(1)

> esquerda(1)

> executivo(1)

> expoval(1)

> feira(3)

> freguesia(2)

> hospital(1)

> imprensa(4)

> iniciativas(2)

> internet(1)

> jovens(5)

> junta(1)

> juventude(2)

> mensagem(2)

> mobilidade(1)

> opinião(1)

> participativa(1)

> presidente(2)

> prioridades(3)

> programa(4)

> santa justa(1)

> saúde(5)

> serviços públicos(8)

> tribunal(2)

> urbanismo(4)

> valongo(11)

> vídeo(1)

> voto(1)

> todas as tags

> últ. comentários

Tem razão Fátima Macedo, subscrevo na integra o se...
Uma cidade que tinha tudo para crescer em condiçõe...
Bom diaAntes de mais venho dar conhecimento que es...
Caro Eliseu LopesEste comentário não é mais nem me...
Promessas e vergonhaO primeiro-ministro, ou o secr...

> links

> Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


> arquivos

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Julho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> pesquisar neste blog

 

> Contactos

tel./fax: 224210445 eliseulopes@sapo.pt bevalongo@sapo.pt

> subscrever feeds